9.27.2010

O segredo de F.


F. é um pai recente, pai de 7 dias, pai deslumbrado e comovido com a ilusória aparencia física. Pai de primeira viagem catastrofica e dolorida. Pais como F. existem aos tantos e trancos, mas nenhum encontra-se tão entristecido após ter tido conhecimento da origem do filho.
Tanto esforço por dias de convivência, tantas dividas amontoadas, tantas promessas de passeios, tantas brincadeiras que não se despediram da vontade. São tantos nós na garganta do pai interrompido, tantos gritos e gemidos sem sensação de alívio. Sofrimento desumano esse de deixar de ser, de ter, de merecer.

No início sentiu medo, depois felicidade suprema, agora sangra e sente pena da própria inocência.
Foi enganado por uma fêmea dos lábios doce, atraído como uma presa na teia da viúva negra.
Seu filho é filho de outro pai, mas seu amor corre mais e o desespera fazendo-o duvidar da ciência e odiar quem tirou sua paz.